Movimento

892393_10200809471056200_374305572_o

Ano passado, em meio a um período muito triste, uma pessoa muito iluminada me disse que faltava movimento na minha vida. E realmente, faltava.

Comecei a pensar sobre isso e elegi a palavra movimento como minha nova palavra de ordem: exercícios físicos, andar, sair, mudar. Ou colocar a vida em movimento. Não se deixar estancar em um ponto.

Pra criar espaço pro novo, essa saída de lugar faz com que algumas coisas (ou pessoas ou projetos…) também fiquem pra trás. Coisas da vida. A gente aprende, a gente encara o novo com um outro olhar.

A gente cresce.

Te desejo movimento. Movimento pra sair do lugar, movimento pra mudar coisas que não estão legais, movimento pra romper com o que é necessário. Para manter o ❤ batendo.

“the movement you need is on your shoulder”

dois mil e crazy

2013-05-14 13.35.40É, o ano passou rápido. E foi muito, mas MUITO mais maluco do que algum dia da minha vida eu poderia pensar.

Mas quer saber? Trouxe um crescimento inimaginável também. Trouxe dor, muita dor. Trouxe superação, aprendizado.

Trouxe uma vida nova. Trouxe de volta pessoas estavam longe, trouxe pessoas novas. Novos planos, novos sonhos, novas convicções.

E agora ele se vai.

“que te vaya bien”

 

energia!

Semana passada acabei topando com músicas que a muito tempo não escutava. E esse lindeza de hoje estava entre elas.

Do trompetista Avishai Cohen, que já apareceu aqui pelo musique outras vezes, a música Parto Forte fecha o lindo disco After the Big Rain. Com muita força e energia!

Jazzão de primeira pra começar a acabar o ano!

felizes coincidências

Daquelas coisas legais que a gente não espera que aconteça. E quando acontece é ótimo!

True story: com meu som do carro estragado, comecei a ouvir mais rádio. Quase só CBN. Até que, um dia, cansada, voltando do trabalho a noite, enchi o saco de ouvir notícia e resolvi ver o que tinha de música pelas rádios de BH. Era terça, a rádio Inconfidência estava salva na memória, já passava das 22 horas. Sabe o que isso quer dizer? Vozes do Brasil!

Comandado pela Patrícia Palumbo, que eu já conhecia da rádio da TAM, o programa é garantia de alegria! Só músicas brasileira, sempre uma seleção deliciosa e um papo estilo cafézim na cozinha com nomes bem especiais da nossa fauna musical.

Essa semana foi dia de especial com a cantora Bruna Caram. Nunca tinha ouvida falar dela! Uma das músicas que tocou no programa foi uma versão, em jazz, da música Minha teimosia é uma arma pra te conquistar, do Jorge Ben.

Soa bizarro, né? Mas ficou linda!

Pros de BH que quiserem ouvir o programa, toda terça às 22hs na rádio Inconfidência 100,9.

velhos tempos

Ontem, juntando uma parcela da família, gastamos um bom tempo no almoço lembrando de algumas coisas legais dos anos 90. E, uma banda hoje meio esquecida, foi lembrada: Raimundos.

Já faz um tempo que não se faz um rock daquela qualidade aqui no Brasil. A palavra que surgiu ontem pra descrever: Raimundos era sincero. Sim, muitas vezes machista, num nível que eu nunca gostei de cantar algumas músicas. Mas sincero sim.

Hoje deixo uma que gosto muito. Pra começar a semana já a mil!

Corujiçe

20131204-231647.jpg

Gente, tô babando!

Ontem a noite ouvi pela primeira vez a Lygia, prima linda e querida cantando.

Chorei.

A banda se chama Broken Cups. Pelo que descobri no site deles, logo logo sai um EP.

Enquanto isso, ficamos com essa versão linda.

fogo

2013-11-29 23.06.56

 Oi dezembro! Como vai você?

Que ano maluco! Tudo, mas tudo mesmo aconteceu numa intensidade muito grande. Muita coisa mudou, muita coisa está sendo preparada pra mudança.

Não tem sido fácil, não tem sido tranquilo. Mas tem sido. Um figura querido que conheci outro dia, postou semana passada esse textinho lindo, que fui descobrir ser da Clarice Lispector. Brincadeirinha, é do Rubem Alves:

Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre

Assim acontece com a gente.
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.
São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa.
Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.
Mas, de repente, vem o fogo.
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui.
Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer.
Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.
Não pode imaginar a transformação que esta sendo preparada para ela.
A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!
E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar.
São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.
Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.
A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura.
No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras, a vida inteira.
Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva.
Não vão dar alegria para ninguém.

É uma analogia bem simplesinha, mas que encaixou bem.

FOGO, exatamente o que esse ano foi pra mim.

Já começando a dar os fechamentos que ele merece, posto hoje uma música que todo mundo conhece. Eu, particularmente, nunca tinha prestado atenção na letra. Outra que também encaixa bem.

Ao motorista desconhecido

Hoje, mais uma vez na correria, posto a música que me foi muito útil hoje.

Acordei com uma música dos Engenheiros do Hawai na cabeça. Ok, opinião pessoal, mas ninguém merece…

Um carro ao lado no trânsito estava ouvindo essa super alto.

Obrigada pessoa desconhecida!

Top model

Semanas deliciosamente e insanamente corridas!

Pras vezes que, sem querer e sem avisar ninguém, a gente acaba escapando. Uma pérola dos anos 80…

coração

2013-11-16 18.42.38

 

Uma segunda-feira com o nível de energia de uma sexta: tô exausta! Mas TÃO feliz de ter conseguido fazer tudo que eu queria esse feriado.

Quadrinhos e mais quadrinhos, avião, estrada de madrugada, correria com a noiva, casamento mais lindo, pessoas muito queridas, festão, estrada de manhã cantando sertanejo, avião, quadrinhos, família.

UFA!

Tudo lindo, tudo feliz…

Deixo aqui hoje um dos hits máximos da estrada. Amo música de estrada! É meio brega, mas bão demais!!!