até o fim

O post de hoje nem tem muito a ver com o show que teve do Ney ontem em Brasília – e eu não fui. Um pouquinho foi a inspiração sim. Na verdade a escolha tá relacionada a frase linda: “Eu já nem lembro pronde mesmo que eu vou, mas vou até o fim”. Os últimos anos têm sido assim: errantes. Cidades, casas… cães. Ontem tive a incrível surpresa de ver como tomar uma decisão dolorosa pode acabar desatando alguns nós, acaba fazendo as coisas correrem com mais naturalidade. Mas ainda assim dói. E muito.

Uma coisa muito especial nessa versão é como juntou dois monstros sagrados da MPB num entrosamento impressionante. Coisa mais linda, mais inspiradora. No jeitim de colocar a semana pra correr.

Bom, o que resta agora é acreditar que tudo flui para uma direção. Isso ajuda a seguir adiante. Ajuda a ir até o fim.

Seja ele qual for :]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s