espontaneidade

Pra mim, sempre existe uma música.

Sobram sentimentos, faltam palavras. Não sei se dou conta disso. Nem que eu quisesse eu conseguiria dizer o que estou sentindo.

Mas existe uma música. Sim, sempre tem uma música que fala exatamente o que eu não consigo dizer. Que me explica o que eu não consigo entender, ou que me ajuda a processar o que é demais pra mim. Talvez daí venha a minha admiração por música, dessa mágica que ela traz pra minha vida. E talvez por isso minha admiração por alguns artistas seja quase religiosa.

Cada música que apareceu aqui por mim foi um pequeno testamento meu. Do meu dia, do meu humor, da minha vida.

Mas a vida não é uma coisa simples, e a espontaneidade tem um preço. Tempo. E o meu anda faltando.

Por isso, daqui em diante trocarei um pouco dessa espontaneidade por regularidade. Ao invés de arriscar um dia que se complica e deixa o blog sem post, uma série de posts programados pra quando o tempo correr mais rápido que eu.

Se alguém sentiu falta de uma música pra alegrar uma sexta, minhas desculpas.

Pra essa terça, uma música de uma época menos complicada, de uma voz que sabia cantar com gosto (desse moço da foto aí em cima, Shannon Hoon). Não deixe que o fato dela ter tocado (um bocado) no rádio te distrair de como ela é boa.

Blind Melon – No Rain

All I can say is that my life is pretty plain

Um pensamento sobre “espontaneidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s